Acessórios

como_usar_strappy_bra_looks_com_strappy_bra_branco-horz

Uma tendência que está cada vez mais popular é o strappy bra, também conhecido como sutiã de tiras.

Já apareceu nas novelas, revistas e agora está se espalhando pelas ruas.
como_usar_strappy_bra_looks_com_strappy_bra_branco-horz

Ele é uma solução para quem se sente desconfortável na hora de usar blusinhas com decotes. Com ele você não vai precisar ficar escondendo o sutiã. Pelo contrário! Ele foi feito pra realmente aparecer.

As marcas estão criando diferentes cortes e a peça já pode ser encontrada até mesmo em lojas de departamento.

despedida-gisele-SPFW2 strappy bra

Sugestão: se você quiser aderir a esta moda, faça logo! Como está ficando muito popular não dá pra garantir se esta moda irá vingar por muito tempo.

E você? Acha que essa moda veio pra ficar ou já está ficando over?

IMG_2272

Oi, meus amores!

Como estão?!

Algumas mudanças já estão rolando aqui no blog e depois eu vou contar em detalhes o que mudou e o que ainda vai mudar mais, ok?!

Mas hoje eu venho falar um pouquinho pra vocês de um momento muito especial na minha vida: o meu casamento com o Marcio! <3

IMG_2195

Desde que nos conhecemos, a gente sempre soube que iríamos ficar juntos pra sempre… E o casamento fazia parte disso. A gente ainda não sabia como seria tudo isso. Até porque, como vocês já sabem, me mudei pra Irlanda em Novembro. E ele continuou morando no Brasil.

Muita gente duvidou do relacionamento. Disseram que namoros à distância não dão certo e outras coisas negativas que não convém nem repetir aqui nessa ocasião tão linda e nesse post tão especial.

Graças a Deus existe Skype, Whatsapp e que a ligação internacional daqui pro Brasil é baratinha (sim, o contrário é muito caro).

Menos de um mês depois de chegar na Irlanda, o Marcio me deu a melhor notícia até então: que ele viria pra cá morar comigo. Largaria tudo no Brasil! <3 #MuitoAmor

E a gente começou a falar mais e mais do casamento. E muitas ideias de lugares, situações, comemorações surgiram… Aí ele falou que queria casar comigo uma vez por mês, por um ano – pelo menos! Assim a gente usaria os vários casamentos para reafirmar nossos votos (não que a gente já não faça isso todos os dias), mas também para realizarmos todos os nossos desejos de casarmos de várias formas diferentes.

Até aí, tudo bem. Mas e qual seria o primeiro casamento?! A gente considerou a hipótese de casar na Espanha, mas como já estávamos de olho também nas alianças, acabamos decidindo fazer o primeiro casamento aqui na Irlanda e vocês vão entender o motivo quando eu contar um pouco sobre as alianças.

IMG_2229

A gente escolheu usar o Claddagh Ring. Ele é um anel tradicionalíssimo aqui da Irlanda!

A história romântica do místico e lindo anel Claddagh aconteceu a cerca de 300 anos atrás, numa pequena vila de pescadores chamada Claddagh, fora dos muros da cidade de Galway na costa oeste da Irlanda. A lenda diz que certa vez um barco de pescadores fora capturado por piratas e seus tripulantes vendidos como escravos à um rico joalheiro Turco. Um dos tripulantes, Richard Joyce, casaria nesta mesma semana. Os anos se passaram e não houve casamento, Richard Joyce trabalhava na negociação de jóias. Com o tempo Joyce se tornou um grande artesão, e nunca esqueceu a mulher que amava e deixara na vila. Ele fez um anel de ouro para ela, onde no centro havia um coração que representava o amor, uma coroa que significava lealdade e duas mãos representando a amizade. Após oito anos ele conseguiu escapar de seus raptores e retornou a sua vila, e para sua alegria ele descobriu que seu amor nunca perdera a esperança de reencontrá-lo. Ele deu o anel que tinha forjado a ela, se casaram, e nunca mais se separaram.

Colocar este anel em sua mão direita com o coração apontando para fora, significa que seu coração não pertence a ninguém. Colocar este anel em sua mão direita com o coração apontado para o seu coração, significa que tem alguém em sua mente. Mas colocar este anel em sua mão esquerda com o coração apontando para o seu coração mostra que duas pessoas se uniram para sempre. Estes anéis foram mantidos como relíquias familiares que passaram de geração para geração, de mãe para filha no dia de seu casamento.

Não é lindo?! =)

A gente já sabia que o primeiro casamento seria só entre a gente. E começamos a pesquisar, pesquisar e decidimos que iríamos fazer o Eloped Wedding! Esse nome é dado para os casamentos escondidos, apenas entre os noivos, algo bem íntimo… Alguns casais fazem apenas entre eles e um celebrante ou entre eles e um fotógrafo ou, como a gente, apenas entre o casal mesmo.

Decidimos que queríamos casar e que o principal seria o nosso sentimento, nosso amor. Sempre falávamos que quando casássemos não seria apenas aquele negócio decorado de falar “Sim, eu aceito” ou qualquer outra coisa decorada. Sempre pensamos em falar nossos votos, falar livremente o que a gente sente…

Algumas pessoas acharam engraçado o fato de por ser blogueira e expor algumas coisas da minha vida, fazer um casamento secreto! E foi secreto mesmo. A gente já tinha tudo decidido e não contamos pra NINGUÉM! hahahaha…

Ele se mudou pra Irlanda na última sexta, sábado fomos escolher o nosso Claddagh Ring e domingo, como planejado, casamos de manhã, no Jardim Botânico de Dublin. Estou compartilhando com vocês um pouquinho da nossa história e algumas fotos (todas de iPhone mesmo. Sem pau de selfie. Apenas com o timer do celular e selfies).

IMG_2163

IMG_2150

IMG_2116 IMG_2134
IMG_2197 IMG_2272

Foi simples, romântico e lindo!!!

Depois foi super divertido contar pra nossa família e amigos. Todos souberam por Whatsapp, Facebook e Instagram. Sem privilégios. O foco foi só nós dois. Bem do jeito que acreditamos… <3

Obrigada a todos que mandaram mensagens de carinho. Podem mandar mais porque a gente adora e carinho é sempre bom, né!?

Beijos!!!!

Translate »